Comemoração das conquistas do CAFE e do LPF na sua casa nova em Londres

 

Celebrating the achievements of CAFE and LPF at their new London home

O Centre for Access to Football in Europe (CAFE) e o Level Playing Field (LPF) abrem uma nova sede em Wembley

 

Um elenco protagonistas dos esportes em administração, inclusão e anti-discriminação reuniu-se ontem em um escritório na Olympic Way para marcar a abertura da nova sede do CAFE e do LPF.

 

Ambas as organizações lutam para melhorar o acesso aos torcedores deficientes no país e na Europa, conduzidas pelo diretor executivo do CAFE e pela presidente do conselho de administração da LPF, Joyce Cook, a qual recebeu um título de nobreza (OBE – Order of the British Empire) por seus esforços pela causa em 2012.

 

Helen Grant MP

O presidente do conselho de administração do CAFÉ e presidente do LPF, David Bernstein CBE, o ex-presidente do conselho de administração da FA, abriram os trabalhos com agradecimento especial à UEFA e seus colegas diretores e curadores honorários antes de passar a palavra à ministra de Esporte e Igualdades, Helen Grant, Membro do Parlamento.

 

A ministra aproveitou a oportunidade para destacar os cincos primeiros anos de sucesso do CAFÉ juntamente com o progresso contínuo do Level Playing Field e a importância de seus trabalhos para ampliar o acesso dos torcedores deficientes de esportes na Inglaterra e no País de Gales:

 

“Quero aproveitar esta oportunidade para homenagear a liderança, dedicação e paixão de Joyce. Ela, David e a equipe inspiraram muitas outras pessoas as cuidar e contribuir para o que o CAFE e o Level Playing Field fazem. Claramente, há muito para se fazer, e o esporte e o futebol precisam buscar maneiras de aumentar o financiamento para apoiar esse trabalho importante”.

 

O encontro incluiu os vice-presidentes do LFV, Lordes Faulkner e Rosser, o presidente do conselho de administração da Kick it Out, Lorde Herman Ouselev, o membro do Conselho de administração e do Conselho Consultivo e de Inclusão da FA, Paul Elliott CBE, e um grupo de personagens destacados da UEFA, FA e dos esportes, todos os quais debateram como auxiliar o CAFE e o LPF a proporcionar acesso inclusivo aos torcedores deficientes em eventos esportivos.

 

Patrick Gasser, da UEFA, fez uma viagem especial de Genebra para reiterar o seu apoio:

 

“Desde que o Level Playing Field atraiu a nossa atenção ao receber o Prêmio Brussels Fans em 2008, eles estão no nosso radar.  A UEFA e o CAFE publicaram, em 2011, ‘Acesso para Todos’, agora disponível em 14 idiomas, que define nossos padrões mínimos, e vamos implantar um novo critério de licenciamento de clubes na UEFA na próxima temporada. Com isso, deve haver Diretores de Ligação de Acesso em cada Clube ou Associação”. (Os principais torneios e finais da UEFA, com o apoio do CAFE, estão cada vez mais acessíveis com projetos legados em andamento simultâneo para assegurar acesso a todos). “E desejamos continuar a trabalhar juntos com o CAFE para que essa pauta siga em frente”.

 

O evento também testemunhou a posse de David Davies OBE como curador do CAFE e vice-presidente do Level Playing Field, mas a palavra final foi Joyce Cook, que fez uso da oportunidade para desafiar os clubes e seus órgãos administrativos:

 

“Garantimos isso na pauta da Europa e fora dela. Mas estamos verdadeiramente comprometidos com essa questão?”

 

Ao elogiar a UEFA, que ela disse ter ajudado a fazer “... o aparentemente impossível torna-se normal”, Cook citou um número de exemplos no continente europeu nos quais o acesso havia sido melhorado e o número de torcedores deficientes que assistem jogos ao vivo estava em alta.

 

“Temos que ser corajosos, sempre aprender a partir dos nossos sucessos, mas também ter responsabilidade. Não cabe só aos clubes; os órgãos administrativos têm uma responsabilidade real e não há razão para que esse assunto não receba a mesma atenção que outras formas de discriminação e regulamentação ".

 

“Vamos ser claros, quando uma pessoa deficiente tem o acesso negado... é doloroso, é uma discriminação e é a pior forma de exclusão. Que nos diz, como pessoas deficientes, que somos, de algum modo menos importantes, menos valorizados, ou que não prestamos. É isso mesmo o que queremos dizer? É essa a reputação que desejamos para os nossos esportes, clubes, para cada um de nós? Ou buscamos a verdadeira inclusão. É hora de acelerar. Por favor, está na hora!” 

 

 

Nota editorial

 

 

Centre for Access to Football in Europe (CAFE)

 

O CAFE, uma instituição de utilidade pública europeia registrada no Reino Unido, foi criado para ampliar o desenvolvimento dos trabalhos empreendidos pelo Level Playing Field em toda a região da UEFA. O principal propósito da CAFE é conquistar acesso igualitário aos estádios esportivos e uma experiência de partida inclusiva para todo, usando a influência especial do futebol.    

 

Desde a sua criação em 2009, com apoio financeiro proporcionado pela UEFA, o CAFE conquistou uma reputação mundial como principal especialista em seu campo e produziu o Guia de Boas Práticas conjunto da UEFA e do CAFE para criar um Estádio e Experiência de Partida Acessíveis -  Acesso para Todos em 2011. Esse documento está agora disponível em 14 idiomas.

 

Para assegurar um legado duradouro, o CAFE também está trabalhando para ajudar a capacitar as pessoas locais com deficiência a agir como auto defensores e campeões para mudar os clubes e níveis nacionais.

 

Além disso, o CAFE está usando a força do futebol como catalizador para uma mudança social mais ampla, ajudando a conscientizar as pessoas quanto à deficiência e à importância de melhorar o acesso em toda a Europa.

 

O CAFE trabalha em conjunto com a UEFA para melhorar a acessibilidade e inclusão em seus torneios e finais destacadas. E proporciona apoio às associações membro da UEFA, clubes e todas as partes interessadas.

 

Mais recentemente, o CAFE começou uma colaboração com a FIFA para proporcionar assessoria e orientação relativas a estádios acessíveis e deficiência aos seus torneios destacados. Isso incluiu um projeto FWC 2014 com o CAFE introduzindo um comentário áudio-descritivo para os torcedores cegos que frequentam os estádios esportivos no Brasil.  

 

www.cafefootball.eu 

 

 

Level Playing Field (LPF)

 

O Level Playing Field foi constituído em 1998, quando torcedores com deficiências de vários clubes reuniram-se e discutiram problemas e desafios comuns. Foi tomada a decisão de constituir a Associação Nacional dos Torcedores com Deficiência, para representar os torcedores de futebol portadores de deficiência, declarada de utilidade pública em 2000. Em 2008, a instituição ampiou os seus objetivos beneficentes para englobar todos os esportes e mudou o seu nome de trabalho para Level Playing Field.

 

O LPF trabalha com os órgãos responsáveis pelo esporte, clubes, organizações não-governamentais de igualdade e deficiência e com o governo em toda a Inglaterra e o País de Gales para ajudar a melhorar acesso ao esporte e as experiências de jogos vividas para todos os espectadores portadores de deficiência.

 

O LPF é financiado pelo Fundo de Melhoramentos de Estádios de Futebol (Financiamento dos Torcedores) e pela Football Association.

 

Os projetos do LPF têm sido abrangentes. Iniciativas mais recentes incluem o Match Buddies, um projeto criado em Wigan para unir torcedores portadores e não portadores de deficiência nos dias de jogos e além da experiência da partida.

 

O LPF proporcionou assessoria e orientação para Londres 2012 e está atualmente trabalhando com a Inglaterra 2015.

 

Em 2012, o LPF desenvolveu o seu programa de Auditoria de Acesso para realizar auditorias de acesso profissionais especialistas aos clubes e espaços esportivos. O LPF é considerado especialista nesse campo e tem realizado auditorias em muitos locais esportivos. Mais recentemente, o LPF foi encarregado de auditar os clubes de primeira linha da FA do Países de Gales, todos os clubes do Campeonato RFL e alguns campos ECB.

 

www.levelplayingfield.org.uk

 

 

Para mais informações, por favor entre em contato com o CAFE pelo info@cafefootball.eu ou+44(0)20 8621 2405.